A Sutil Arte de Jogar MERDA no Ventilador

De tanto aturar lambanças alheias,

Uma hora o “copo transborda”,

Cansado das “caras feias”,

Daquele que não concorda.

Nesta hora, bate a loucura,

A ira acumulada,

Faz  perder a compostura,

Quando começa, não para,

E depois de feito, não há cura!

Merda no ventilador,

Palavras ao vento,

Não guarde ódio ou rancor,

Isso faz mal por dentro.

Coloque tudo pra fora,

Jogue pro alto sem medo,

“Rasgue o verbo” na hora,

Lute por seu sossego!

Merda no ventilador é arte,

Sutil maneira de alívio,

Que da vida faz parte,

E muito bem faz ao convívio.

Tire o peso de seus ombros,

Dê a todos sua parcela,

Que não se façam de tolos,

Cada um leve sua merda.

Imagem

Anúncios

2 comentários em “A Sutil Arte de Jogar MERDA no Ventilador

  1. Cristal disse:

    BÃO TAMBÉM…

  2. Ju disse:

    é verdade………. as pessoas nos tiram do sério e isso só pode tá m…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s